invisible invisible invisible invisible invisible invisible invisible invisible invisible invisible

a agoirar desde 2004

Busca    |    Arquivo    |    Temas    |    Ligações    |    Mediateca    |    Sobre o blog    |    RSS      |    Gosta?

terça-feira, 29 de julho de 2008

Modigliani

Serviu o filme homónimo para me dar a conhecer Amedeo Modigliani (1884-1920), um artista de origem italiana cuja obra deixou marca na criativa e conturbada época da Primeira Guerra Mundial.

Das pinturas de Modigliani se diz que são sensuais, não tanto pelo nu em si, mas pelo peculiar alongamento dos tr
aços, como que exprimindo um desnudamento da alma humana. Segundo o próprio, expressavam "a muda aceitação da vida".

Os retratos, talvez em reacção ao advento das tecnologias da imagem, estão muito longe do realismo fotográfico, mas possuem uma abstracção que nos prende, subtilmente, com a sua quase-ingenuidade.

(Clique nas imagens para aumentar)

3 comentários:

Anónimo disse...

Vi o filme e não achei nada de especial, mas o artista é mesmo bom. Gostei muito destes quadros. Parabéns pelo post.

Sara Batupé disse...

aaaaaaaaaaaaaa...tchim! Até espirrei com o pó que levantaste aqui no blog! Sim senhora! Estou a gostar :)
Agora o coment: eu vi o filme quando vivia em Itália, e adorei...mas a obra dele...bem. é sublime, é ainda melhor que o filme! Totalmente inconfundível com qq outro artista! Quando vês um Modigliani (ele tb fez esculturas) sabes que é...porque sim.

Até ao Andanças,
kisses

Gato Preto disse...

Santinho! Eh, eh! A ver se limpo o pó a isto mais vezes... ;)

Até ao Andanças!

Abraço para @ Anónim@ e beijinho pra Sara.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...